Title Image

PREMiERE

Artes performativas numa nova era

PREMiERE

Artes performativas numa nova era

Ferramentas de Inteligência Artificial (IA) e Realidade Aumentada (RA) para uma melhor compreensão, preservação, fruição e acessibilidade nas artes performativas

O Forum Dança integra, desde outubro de 2022, o consórcio de pesquisa e desenvolvimento europeu “PREMiERE“. Este consórcio recebeu financiamento do programa Horizon Europe da Comissão Europeia com o propósito de explorar e aplicar tecnologias inovadoras, tais como Inteligência Artificial (IA), Realidade Aumentada (RA) e universos tridimensionais (3D).

 

O objetivo central é direcionar essas tecnologias para a criação, preservação, valorização e fruição do património europeu das artes performativas, nomeadamente do teatro e da dança. O consórcio é composto por 12 parceiros, representando diversas entidades de Portugal, Espanha, França, Holanda, Grécia e Chipre, e é liderado pelo Centro de Investigação Athena, sediado em Atenas, Grécia.

 

O contributo do Forum Dança está maioritariamente concentrado no seu património e no arquivo de registos audiovisuais, existentes no seu Centro de Documentação e no tratamento dos metadados que os compõem.

 

O projeto “PREMiERE” possui site próprio que pode ser consultado no seguinte endereço www.premiere-project.eu (em inglês). Apresentamos aqui uma breve versão dos conteúdos em português.

Informações

Selecione cada uma das secções abaixo para ficar a par de algumas das características deste projeto.

Objetivos

O PREMiERE procura modernizar as artes performativas, utilizando tecnologias digitais avançadas para apoiar todo o ciclo de vida dos espetáculos:

 

  • Desde a sua produção e curadoria;
  • À sua apresentação e compreensão por parte do público;
  • E à sua análise e interpretação por parte dos académicos do setor artístico.

Estudos de Caso

Navegação nos arquivos das artes do espetáculo, melhorada com tecnologias RA/RV

 

Este estudo de caso envolve a aplicação das tecnologias de análise semântica em arquivos de dança e teatro existentes e a projeção do material acompanhado dessas semânticas num espaço de RV (Realidade Virtual).

Destacará o valor acrescentado da análise de conteúdos, proporcionando funcionalidades avançadas de interação.

Atuação em direto, melhorada com tecnologias de RV

 

Este estudo de caso utilizará técnicas avançadas de captação e transmissão para transmitir espetáculos em direto para um espaço de RV.

Os artistas estão num local físico, são projetados num espaço de RV e depois transmitidos aos espetadores numa experiência imersiva.

Espetáculo de cocriação virtual Ator/Bailarino

 

O espaço de cocriação virtual será um espaço de RV onde atores e bailarinos ensaiarão e atuarão à distância.

O objetivo é investigar novas formas de ensaiar e criar na perspetiva dos artistas e das indústrias criativas.

Cada artista atuará num espaço separado e será projetado no espaço virtual utilizando tecnologias mocap.

Ambiente de criação artística baseado na dança

 

Este estudo de caso centra-se no desenvolvimento de um software que explorará a caixa de ferramentas de criação de RV/IA juntamente com o Teatro Virtual 3D e a ferramenta de visualização de dados, a fim de desenvolver processos que ajudem a criação baseada no movimento de dança em interação com tecnologias de IA e RV.

Sobre o projeto

O quê

MOTIVAÇÃO

As artes do espetáculo são uma parte importante do património cultural imaterial da Europa. O espetáculo ao vivo torna-o, na sua maior parte, irrepetível. Mesmo que o mesmo espetáculo seja apresentado duas vezes, exatamente nas mesmas condições, com o mesmo elenco e público, continuará a ser diferente. Os espetáculos de teatro e de dança não têm sido gravados em grande escala e, mesmo quando são gravados, são-no por métodos com pouca qualidade. Mesmo nos dias de hoje, em que está disponível uma grande variedade de ferramentas digitais, ainda existe o risco de se perder a oportunidade de entregar às gerações futuras o património cultural recém-nascido.

 

Além disso, o setor cultural e criativo vê-se confrontado com uma nova crise provocada pelo surto da pandemia de Covid-19. O setor das artes ao vivo foi um dos mais afetados e surge a necessidade de utilizar ferramentas de recuperação específicas que ajudem os profissionais e os serviços a regressar à atividade. Assim, é fundamental desenvolver uma variedade de ferramentas que não só preservem no sentido típico, mas também apoiem todo o ciclo de vida de um artefacto de artes performativas de forma remota.

 

PREMiERE

O objetivo geral do PREMiERE é desenvolver e validar um ecossistema abrangente de aplicações digitais, alimentado por tecnologias de ponta de IA (Inteligência Artificial), RA (Realidade Aumentada) e 3D, concebido para satisfazer as necessidades de diversas comunidades de utilizadores finais envolvidas nas principais fases do ciclo de vida das produções de artes do espetáculo, incluindo artistas amadores e profissionais, produtores, curadores, espetadores e académicos de artes do espetáculo.

 

OBJETIVOS

  1. Alargar a acessibilidade a públicos que não podem assistir a espetáculos ao vivo devido à distância física, a razões de saúde ou a causas económicas;
  2. Melhorar a compreensão dos espetáculos presentes e passados por parte de públicos com antecedentes culturais, sociais, históricos e educativos diversos;
  3. Enriquecer o processo criativo, acrescentando novos elementos, dimensões e capacidades, proporcionados pelas tecnologias digitais avançadas, permitindo simultaneamente a colaboração internacional;
  4. Aumentar a visibilidade dos espetáculos, apoiando tanto os espetadores na procura de conteúdos relevantes como os produtores/curadores na comunicação do seu trabalho aos públicos mais relevantes.

Como

VISÃO GERAL

O PREMiERE visa modernizar as artes do espetáculo através do desenvolvimento de ferramentas digitais para apoiar todo o ciclo de vida de um artefacto de arte do espetáculo, desde a produção até ao consumo e preservação.

Para o processo de produção, o PREMiERE fornecerá ferramentas para ensaiar e atuar e definirá também um protocolo de captação e armazenamento para novos espetáculos. No que diz respeito aos artefactos existentes, o PREMiERE utilizará ferramentas digitais para indexar e organizar os arquivos, de dança e teatro, existentes. Na fase de compreensão e enriquecimento, os artefactos digitais antigos e recentes serão analisados e enriquecidos utilizando métodos de Inteligência Artificial e serão encapsulados num mundo de Realidade Virtual com funcionalidades de navegação avançadas. Na fase de distribuição, o valor acrescentado derivado da utilização de tais tecnologias, será demonstrado através da disponibilização de interfaces de navegação e de transmissão em RV para chegar a uma variedade de utilizadores finais.

Panorâmica do ciclo de vida das artes do espetáculo PREMiERE, © PREMiERE
Panorâmica do ciclo de vida das artes do espetáculo PREMiERE, © PREMiERE

TECNOLOGIAS DE BASE

Utilizamos tecnologias de ponta para uma melhor compreensão e perceção do património cultural nas artes do espetáculo.

 

IA | Técnicas de inteligência artificial relacionadas com tecnologias de processamento multimodal (áudio, vídeo, imagens, texto) para o enriquecimento semântico de espetáculos.

XR | Tecnologias de realidade alargada para permitir o acesso imersivo a espetáculos normalizados e enriquecidos semanticamente.

 

COMPONENTES DE SOFTWARE REUTILIZÁVEIS

Forneceremos componentes de software reutilizáveis para tornar os conhecimentos derivados interoperáveis, sustentáveis e acessíveis.

Relação dos componentes reutilizáveis, © PREMiERE
Relação dos componentes reutilizáveis, © PREMiERE

ESTUDOS DE CASO

Serão criados quatro estudos de caso no mundo real para testar e partilhar os desenvolvimentos tecnológicos com a comunidade das artes do espetáculo: artistas, público, indústrias criativas, arquivos, cientistas, profissionais das TIC e da RX.

 

  1. Navegação em arquivos de artes do espetáculo melhorada com tecnologias AR/RV;
  2. Espetáculos ao vivo melhorados com tecnologias RV;
  3. Espetáculo de cocriação virtual entre ator e bailarino;
  4. Ambiente de criação artística baseado na dança.

Parceiros

Projetos relacionados

PERCIEVE – Realidades perceptivas melhoradas de coleções coloridas através da IA e de experiências virtuais;

MEMORISE – Virtualização e Exploração Multimodal do Património sobre a perseguição nazi;

MEMENTOES – Jogos imersivos para Museus como veículos para envolver os visitantes em respostas empáticas;

MuseIT – Experiências culturais multissensoriais, centradas no utilizador e partilhadas através de tecnologias interativas;

SHIFT – Metamorfose do património cultural em ativos hipermédia aumentados para maior acessibilidade e inclusão.

Recursos

Folheto 1

Comunicado de imprensa

Artigos no blogue (em inglês): Todos | Artigos | Eventos | Notícias

Contactos

INVESTIGADOR PRINCIPAL
Vassilis Katsouros – Diretor ILSP – ΑΤΗΕΝΑ Research Center – [email]

 

COORDENADOR TÉCNICO
Aggelos Gkiokas – Investigador assistente no ILSP – ΑΤΗΕΝΑ Research Center [email]

 

EQUIPA DE COMUNICAÇÃO
info@premiere-project.eu

 

REDES SOCIAIS

Instagram | X (Twitter) | Facebook | Linkedin | Linktr.ee | Youtube | Newsletter

PREMiERE logo
Financiamento pela EU

Financiado pela União Europeia. Os pontos de vista e opiniões expressos são, no entanto, da exclusiva responsabilidade do(s) autor(es) e não refletem necessariamente os da União Europeia ou da Agência Executiva Europeia de Investigação (REA). Nem a União Europeia nem a autoridade que concedeu o financiamento podem ser responsabilizadas pelos mesmos.