Title Image

PACAP 7
2024

Miguel Pereira & Nuno Lucas

PACAP 7
2024

Programa Avançado de Criação em Artes Performativas

Curadoria de Miguel Pereira e Nuno Lucas

De 7 fevereiro 2024 a 23 julho 2024

CANDIDATURAS ENCERRADAS

Até 31 julho 2023 | Prolongamento de candidaturas até 10 de setembro

Apresentação

Consideramos o tempo de formação como um momento privilegiado para experimentar e refletir sobre práticas artísticas. A nossa proposta é que esta experiência seja um espaço de partilha, aprendizagem, encontro e pesquisa, promovendo a criação de afinidades e novas cumplicidades.

 

Aproveitamos a oportunidade de fazer a programação deste curso para investir em alguns dos princípios e eixos que norteiam a nossa inscrição no campo artístico: a interpretação e o trabalho da presença em palco, o rigor e a urgência na criação artística, a relação entre entretenimento e pensamento, a composição e dramaturgia como eixos centrais na construção de uma obra e o cruzamento entre diferentes disciplinas artísticas. Iremos fazer um acompanhamento contínuo ao longo da duração do curso, ao mesmo tempo que contamos com a cumplicidade de um leque variado de artistas, que marcaram o nosso percurso, e contribuirão com novas perspectivas para o enriquecimento desta experiência.

 

O foco do programa estará no processo e nos encontros que ele possa promover, com vista a criar um espaço onde as relações artísticas se expandem e contaminam o nosso lugar identitário. Promover a experiência criativa num tempo mais dilatado que permita aprofundar as diferentes necessidades e encontrar novos impulsos que alimentarão cada projeto artístico futuro. Sem menosprezar a importância dos momentos de apresentação pública e de partilha, como gesto inerente à prática artística, queremos sobretudo privilegiar o espaço de reflexão e de experimentação, re-pensar a forma como vemos o que fazemos (what) e como (how) fazemos.

 

Sendo a colaboração uma das bases dos nossos trabalhos, queremos também propor diferentes formas de colaboração artística, contrariar a necessidade de uma assinatura individual a favor do lugar do outro, aquele que nos desafia, confronta e impele a ver de um outro modo, e promover a circularidade dentro de um processo ao poder representar diferentes papéis no seu interior (dramaturgia, assistência, interpretação, produção, etc.).

 

Uma formação com a duração de 6 meses é necessariamente um formato compacto, porém acreditamos que esta funcionará como um contentor de possibilidades que se poderão exprimir e fazer sentido no momento em que se realiza, mas sobretudo de criar ressonância para além desse tempo. Por vezes a digestão de experiências não é imediata e por isso a nossa prioridade é a de criar uma comunidade de pensamento e de ação que resista à finitude do tempo que este curso permite.

Estrutura

  • Acolhimento: Forum Dança, em Lisboa – 3 dias
  • Residência: O Espaço do Tempo, em Montemor-o-Novo – 1 semana
  • Bloco 1: Workshops e intervenções com artistas* – 4 semanas
  • Tempo de pesquisa I – 2 semanas
  • Bloco 2: Workshops e intervenções com artistas* – 4 semanas
  • Tempo de pesquisa II – 2 semanas
  • Descampado: Terreno sem planos definidos – 1 semana
  • Bloco 3: Workshops e intervenções com artistas* – 3 semanas
  • Tempo de pesquisa III – 4 semanas
  • Ocupação: Espaço de partilha e apresentação no TBA – Teatro do Bairro Alto e outros espaços a definir – 2 semanas

 

*Artistas: Eleonora Fabião, João Fiadeiro, Jonathan Burrows, Joris Lacoste, Leticia Skrycky & Santiago Rodriguez Tricot, Loïc Touzé, Luara Raio & Acauã Shereya El_Bandide, Marcelo Evelin, Mark Tompkins (a confirmar), Marlene Monteiro Freitas (a confirmar), Pedro Paiva e Vera Mantero.

 

O programa começa com o acolhimento no Forum Dança para apresentação de estruturas e espaços culturais em Lisboa.

 

De seguida faremos uma semana de residência n’O Espaço do Tempo, em Montemor-o-Novo, para aprofundar o encontro entre os diferentes participantes e sedimentar o grupo. Abriremos aqui um espaço para apresentação de trabalhos e exercícios conjuntos, compartilhando experiências e motivações.

 

No regresso a Lisboa, entraremos numa estrutura de programa que alterna entre aproximadamente 4 semanas de workshops/intervenções, seguidas de 2 semanas dedicadas à pesquisa. Este tempo de pesquisa, no nosso entender, promove não só a assimilação das experiências tidas durante os workshops/intervenções precedentes, assim como um espaço de exploração e criação a partir de questões que surjam durante o programa ou que existam previamente.

 

A meio do curso decidimos abrir um espaço a que chamamos DESCAMPADO, um período de tempo onde nada está previamente definido. Um desvio para criar espaço a formatos mais espontâneos de trabalho e de encontro. Daí simbolicamente identificarmos como um DESCAMPADO, ou seja, um terreno extenso propício às nossas necessidades.

 

Antes do momento que celebra o final desta experiência, e a que chamamos de OCUPAÇÃO, teremos ainda 4 semanas de tempo de pesquisa. Durante essas 4 semanas contaremos, não só com algumas das pessoas convidadas que fizeram parte da formação, assim como com novas cúmplices e a possibilidade de o próprio grupo de participantes poder convidar pessoas exteriores à formação.

 

O momento da OCUPAÇÃO, que terá lugar no Teatro do Bairro Alto, é para nós um tempo de partilha, mais do que uma apresentação final de trabalhos. É um espaço livre, aberto a todo o tipo de formatos possíveis, desde aulas dadas por participantes, conferências-demonstrações, excertos de ideias, trabalhos acabados e/ou inacabados, experiências propostas ao público, etc.

 

Numa parceria com o Centre National de la Danse em Pantin (Paris, França), há a possibilidade de criar uma extensão do PACAP 7 em Outubro de 2024 durante o contexto do CAMPING. Esta experiência de uma semana, para além de ser um encontro de formações de diferentes campos artísticos (cenografia, artes visuais, dança, teatro, etc.) e de diferentes partes do mundo, permite também, por um lado, ter contacto não só com diferentes tipos de abordagens, a participação em workshops, conferências, visionamento de espetáculos, assim como uma plataforma de apresentação de trabalhos e de encontros que gere novos cúmplices e colaboradores futuros.

 

NOTA: As despesas de deslocação, estadia e alimentação associadas ao CAMPING estarão a cargo das pessoas participantes.

Informações

Público-alvo

Pessoas de idade superior a 23 anos (sem limite superior de idade) com interesse em:

 

  • Práticas artísticas onde o corpo está presente;
  • Aprofundar métodos de criação artística;
  • Integrar práticas físicas;
  • Processos colaborativos;
  • Desenvolver diferentes capacidades de performatividade cénica;
  • Espaço de pesquisa e criação coreográfica.

Nota

O PACAP terá como principal língua de trabalho o inglês.

Artistas

Processo de seleção

O processo de seleção será realizado pelos curadores do PACAP 7 e pela direção do Forum Dança.

Decorrerá em 2 Fases distintas:

 

  • Fase 1Candidaturas, abertas até 31 de julho de 2023 | Prolongamento de candidaturas até 10 de setembro;
  • Fase 2 – Audições, a decorrer em outubro de 2023.

1.ª Fase

Candidaturas

 

A submissão de candidaturas processa-se através de formulário online (mais abaixo, nesta página) até dia 31 de julho de 2023 | Prolongamento de candidaturas até 10 de setembro de 2023.

Serão aceites candidaturas em português e inglês.

 

Elementos a incluir na candidatura:

  • Curriculum vitæ com fotografia e breve nota biográfica (max. 2 pág. A4 .pdf – não exceder 1MB);
  • Link para portfólio de trabalhos, com textos, imagens e links para vídeos;
  • Carta de Motivação em que responde à questão: “O que espera de uma formação deste tipo?” (max. 1 pág. A4 em formato .pdf);
  • Um vídeo (max. 3 min.) que responda à questão: “O meu corpo e o meu trabalho” (podem ser excertos de trabalhos precedentes ou improvisações que ilustrem como usam o corpo em cena).

 

Resultados 1.ª Fase

Todas as pessoas serão contactadas por email até 11 de setembro de 2023 | 18 de setembro de 2023.

! NOTA IMPORTANTE !

Não aceitamos links para download de vídeos e fotografias.

Os links enviados devem dar acesso direto à visualização online dos ficheiros (Youtube, Vimeo, etc.).

Apenas aceitamos como ficheiros para download o Curriculum vitæ e a carta de motivação.

2.ª Fase

Audições

 

A decidir uma das duas opções:

 

  • Online: 7 e 8 de outubro de 2023;
  • Presencial no Forum Dança: 9 e 10 de outubro de 2023;

 

Entrevistas dias 11 e 12 de outubro de 2023 (online).

 

Comunicação dos resultados

Todas as pessoas serão contactadas por email até 18 de outubro de 2023.

Propinas

  • Inscrição: 150€;
  • Pagamento integral do curso: 1900€;
  • Pagamento em duas prestações: 975€ x 2.

 

Por favor, não deixe de concorrer por causa de questões financeiras.

Se o valor da propina for um impedimento, anexe à sua candidatura uma carta explicativa da sua condição financeira.

Bolsas

Serão atribuídas:

 

  • 2 Bolsas com redução de 50% do valor da propina;
  • 1 Bolsa com redução de 100% do valor da propina, dirigida a artistas dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) ou artistas negros ou negras.

 

Outras sugestões para apoios:

 

  • Artistas residentes em Portugal poderão beneficiar de uma redução de até 50% do valor da propina através de bolsas atribuídas pela Fundação GDA (até 75% em caso de cooperantes da GDA);
  • Artistas residentes em países que integram a Europa Criativa poderão candidatar-se ao programa Culture Moves Europe.

 

Por favor, não deixe de concorrer por causa de questões financeiras.
Se o valor da propina for um impedimento, anexe à sua candidatura uma carta explicativa da sua condição financeira.

Horários

De segunda a sexta-feira das 10h00 às 17h00.

Este horário é apenas indicativo e poderá sofrer alterações.

O calendário detalhado do programa será enviado ao grupo selecionado.

Candidatura – até 10 de setembro de 2023

Formulário

As candidaturas encontram-se encerradas.

Curadoria

Miguel Pereira

Forum Dança | PACAP 7 - Miguel Pereira
Miguel Pereira © Fernanda Ruiz

Miguel Pereira. Frequentou a Escola de Dança do Conservatório Nacional e a Escola Superior de Dança, em Lisboa.

Foi bolseiro em Paris (Théâtre Contemporain de la Danse) e em Nova Iorque com uma bolsa do Ministério da Cultura.

Como intérprete trabalhou, entre outros, com Filipa Francisco, Francisco Camacho e Vera Mantero. Participou na peça e no filme “António, Um Rapaz De Lisboa” de Jorge Silva Melo, trabalhou com Jérôme Bel em “Shirtologia (Miguel)” (1997) e foi intérprete em “Les Inconsolés” de Alain Buffard, na remontagem da peça em 2017.

Como criador destaca os trabalhos “Antonio Miguel”, peça com a qual recebeu o Prémio Revelação José Ribeiro da Fonte do Ministério da Cultura e uma menção honrosa do prémio Acarte/Maria Madalena Azeredo Perdigão (2000), “Notas Para Um Espectáculo Invisível” (2001), Data/Local (2002), “Corpo de Baile” (2005), “Karima meets Lisboa meets Miguel meets Cairo”, uma colaboração com a coreógrafa egípcia Karima Mansour (2006), “Doo” (2008), “Antonio e Miguel”, uma nova colaboração com Antonio Tagliarini (2010), “Op. 49” (2012), “WILDE” (2013) uma colaboração com a mala voadora, “Repertório para Cadeiras, Figurinos e Figurantes” (2015) para o Ballet Contemporâneo do Norte, “Peça para Negócio” e “Peça feliz” (2017), “Era um peito só cheio de promessas” (2019), “Falsos Amigos” (2021) em colaboração com Guillem Mont de Palol, e “Miquelina e Miguel” (2022) a partir da relação entre Miguel e a sua mãe, de 87 anos diagnosticada com demência.

Em 2003, 2007 e 2015 criou para o repertório da Transitions Dance Company/Laban Centre as peças “Transitions”, “Transitions II” e “Transitions III” que integraram a tournée nacional e internacional da companhia (2003/2004, 2007/2008 e 2014/2015).

No ano de 2003 foi alvo de uma mini-retrospetiva nas Caldas da Rainha, integrada no ciclo “Mapas” organizado pela Transforma-AC em colaboração com a ESTGAD.

O seu trabalho tem sido apresentado em toda a Europa, Brasil, Uruguai e Chile, e é professor convidado em diferentes estruturas nacionais e internacionais.

Desde 2000, convidado por Vera Mantero, é artista associado da estrutura O Rumo do Fumo.

Nuno Lucas

Forum Dança | PACAP 7 - Nuno Lucas
Nuno Lucas © Rita França

Nuno Lucas. Nasceu em Portugal. Atualmente vive entre Paris, Lisboa e Seoul.

Trabalha como coreógrafo, ator, autor, bailarino e pedagogo. Desde cedo que integra grupos de teatro amador e revela um interesse particular pela comédia. Inicia os seus estudos musicais na Ilha da Madeira aos oito anos e mais tarde entra no conservatório de música das Caldas da Rainha onde estuda guitarra clássica e canto. Vai viver para Lisboa em 1998 onde se licencia em Economia pela Universidade Nova de Lisboa. Durante os seus estudos estreia-se como intérprete com o coreógrafo Miguel Pereira no Teatro Nacional D. Maria II (2001). Posteriormente é convidado por João Fiadeiro para conceber os seus primeiros esboços coreográficos no LAB10 (2003).

Na sua formação coreográfica foram determinantes os cursos de Pesquisa e Criação Coreográfica no Forum Dança (2003) e EXERCE no Centre Chorégraphique National de Montpellier (2007), sob a direção de Mathilde Monnier e Xavier le Roy, onde foi bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian.

Como ator e bailarino destaca as suas colaborações com: Joris Lacoste, Philippe Quesne, Miguel Pereira, Rita Nunes, Leonardo Mouramateus, Ivana Müller, Jorge Andrade (Mala Voadora), João Fiadeiro.

Criou os solos: “Self-portrait as a dancer” e “What can be shown cannot be said” (2007 – Festival Ùzes, França); “I Could Write a Song” (2015 – Théâtre de Vanves, França).

Criou com: Hermann Heisig “Pongo Land” (2008 – Théâtre L’usine, Suíça); “What comes up, Must go up” (2009 – Festival Tanz im August, Alemanha) e “Schwerkraft leicht gemacht” (2019 – Schillertheater, Alemanha); com Márcia Lança “Trompe le Monde” (2010 – Culturgest) e “Por esse Mundo Fora” (2016 – Teatro Maria Matos); com Pieter Ampe, Gui Garrido & Hermann Heisig “A coming community” (2012 – Kunstenfestivaldesarts, Bélgica); com Frédéric Danos & Geoffrey Carey “Ma vie va changer” (2019 – Festival Circular); com Joana Brandão, Paulo Quedas, Aurélien Vieira Lino e Hugo Coelho “Eu cá, Tu lá” (2022 – LU.CA Teatro Luís de Camões).

Apresentou o seu trabalho em Portugal, França, Alemanha, Bélgica, Países Baixos, Suíça, Suécia, Noruega, Finlândia, Estónia, Roménia, Espanha, República Checa, Croácia, Argentina e Coreia do Sul.

Leciona regularmente composição/performance em vários países, para adultos assim como para crianças.

Participantes

Aikaterini Giannouli (GR), Beatriz Baião (PT), Carlota Mantecón (ES), Damien Najean (FR), Frédéric Charpentier (FR), Giulia Romitelli (IT), Guillermina Gancio (UY), Henri Kirsch (DE), Jakob von Kietzell (DE), Joana Duvet (PT), Luna Anais (CH), Mariia Byzova (RU), Marina de Moraes (BR), Maud Buckenmeyer (FR), Minjin Lee (KR), Renan Capivara (BR) e Sérgio Diogo Matias (PT).

Actividades PACAP 7

Créditos da imagem de topo: Miguel Pereira © Fernanda Ruiz | Nuno Lucas © Rita França.

Apoios e Parcerias

Coprodução PACAP 7: Teatro do Bairro Alto.

Coprodução em Residência PACAP 7: O Espaço do Tempo

Apoios PACAP 7: Alkantara, Casa da Dança – Almada, Fundação GDA, OPART, E.P.E./Estúdios Victor Córdon, O Rumo do Fumo e Piscina.

Forum Dança | Parcerias e Apoios PACAP 7