Title Image

Programação

Gabriela Cordovez e Daniel Paiva de Miranda | Coisa não nascida | Forum Dança - Cartografias #3 - 30 Anos Forum Dança 2020

Coisa não nascida

Gabriela Cordovez
& Daniel Paiva de Miranda

Título Coisa não nascida | Duração ca. 60 min

Espaço da Penha
6 de Novembro | 20h45
7 de Novembro | 19h15 – Esgotado!

Sinopse

Em um mundo de hiperprodução de imagens, estímulos e informação, como criar a partir do anonimato? Como levar a autonomia aos seus limites? O processo deriva entre a ocupação de espaços privados e públicos, propondo uma experiência que acontece entre o íntimo e o comunitário, o aberto e o fechado. Através da relações de opacidade, ativa-se um movimento coproduzido, construído a partir de relações horizontais e que utiliza como gatilho uma assimilação contínua de gestos híbridos e movimentos inacabados. Somos trans(ição) trocamos peles e identidades em um espaço onde em tudo há múltiplos significados e desvia-se em uma performance que acontece entre. Propomos a ocupação do espaço em um corpo não identitário, reivindicamos o direito ao anonimato, ao ilegível, o colapso do foco e a escuridão como lugar de resistência.

 

Ficha Técnica

Co-criação e Performance Gabriela Cordovez e Daniel Paiva de Miranda
Som Agatha Lewandowski, Al de la Algaida
Apoio Programa de Residências Núcleo Curadoria e Performance / Forum Dança 2019, Programa de Residencias AADK Spain 2020, SOLAR REAL, AADK Portugal

 

Biografias

Gabriela Cordovez é artista do corpo. É formada no Curso Técnico em bailarino contemporâneo pela Escola de Dança e Faculdade Angel Vianna e é bacharel em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Colaborou como intérprete/bailarina junto com Lia Rodrigues Cia de Danças, Marcela Levi e Lucia Russo, Tino Sehgal, Maria Elvira Machado e Li Ning em colaboração com a companhia Physical Guerrillas. A partir de 2017 iniciou a criação de seus trabalhos autorais : BEIRA, VIBRÁTIL e COISA NÃO NASCIDA em ambito nacional e internacional. Em 2019 participou do PACAP3, no Fórum Dança em Portugal, com curadoria de Vânia Rovisco.

 

Daniel Paiva de Miranda é um artista indisciplinar. É desesperado por um mundo no qual as identidades não necessitem ser confrontadas, por isso propõe a ocupação da esfera não fótica como Espaço Performático. Pesquisa performance e improvisação entre humanos e não humanos. Tem sua formação artística em Ecole du théâtre Jacques lecoq, mestrado em London International Schools of Performing Arts e em 2019 participou no PACAP3 – Forum Dança. É artista independente e co-criador do coletivo internacional em Berlin CuntsCollective com quem vem criando performances e happenings desde 2018.

 

Agradecimentos

Equipe AADK SPAIN, Elena Azzedín, Abraham Hurtado, Vânia Rovisco, Beatriz.

 

Créditos Imagem Sabine Mittermeier

Cartografias #3 

30 Anos Forum Dança

Francisca Pinto | Querer para ver | Forum Dança - Cartografias #3 - 30 Anos Forum Dança 2020

Querer para ver

Francisca Pinto

Título Querer para ver | Duração 40 min

Espaço da Penha
6 de Novembro | 19h30
7 de Novembro | 18h00 – Esgotado!

Sinopse

A partir de um elemento lúdico da cultura popular, surge um dispositivo com infinitas possibilidades de relação, imagens e construções. Um jogo encenado que manipula as noções de regra, a relação entre os jogadores e a sobreposição da ficção e realidade. Um jogo que cresce em todos os sentidos pervertendo a sua lógica e expectativas. Um desejo de que nada seja levado a sério, mas que tudo possa ser muito importante. Um lugar estranho, meio geométrico de escala variável, onde pode acontecer tudo.

 

Ficha Técnica

Concepção e Interpretação Francisca Pinto
Som e Luz Julio Brechó
Adereços Francisca Pinto
Consultoria de Produção Produção D ́Fusão

 

Biografia

Francisca Pinto frequentou em 2014 o PEPCC no Fórum Dança e é formada pela Escola de Dança do Conservatório Nacional e Escola Superior de Dança de Lisboa. Na FCSH Frequentou o Mestrado em Comunicação e Artes. Tem colaborado enquanto bailarina com Martine Pisani, Clara Andermatt, Lia Rodrigues, Jonas&Lander e Catarina Miranda.

 

Agradecimentos

Fórum Dança, Patrícia Portela

 

Créditos Imagem Pablo López

Cartografias #3 

30 Anos Forum Dança

Romain Beltrão Teule | Processo de Dobra | Forum Dança - Cartografias #3 - 30 Anos Forum Dança 2020

Processo de Dobra

Romain Beltrão Teule

Título Processo de Dobra | Duração 40 min

Espaço da Penha
6 de Novembro | 18h30
7 de Novembro | 17h00 – Esgotado!

Sinopse

Processo de dobra é a etapa de um projeto de performance-palestra que começa pela dissecção de uma palavra: dobrar.
Dobrar a voz de uma pessoa (num filme, numa série, numa entrevista).
Dobrar uma atriz, um ator (substituindo sua presença pela presença de sua dupla, do seu duplo).
Dobrar uma mesa dobrável, uma cadeira dobrável (ou qualquer objeto que se dobra).
Dobrar uma folha de papel, várias vezes, até chegar a uma mini escultura (um origami).
E tem o duplo, o doppelgänger, uma pessoa no mundo igual a mim.

Processo de dobra é uma performance dentro da qual o conferencista começa por contar uma viagem onde teve a sensação de ser perseguido por sua dupla maléfica o seu doppelgänger, ao mesmo tempo, em que assistia filmes franceses dobrados em japonês e se apaixonou por um designer de moveis desempregado que ganhava sua vida trabalhando em filmes de ação enquanto duplo de um famoso ator. E o conferencista se desdobra. Ainda não sabe bem onde está chegando, mas parece que já não tem muito a ver com sua intenção inicial…mh

 

Ficha Técnica

Criação, performance Romain Beltrão Teule
Apoio a residência RAMDAM, un centre d’art ; Forum Dança
Produção Le Vertige

 

Biografia

Romain Beltrão Teule nasceu em Paris, de mãe brasileira e pai francês. Licenciado em Design e Arte pela Escola de Belas Artes de Toulouse e Nantes.
Em 2013, muda-se para Lisboa para tirar o PEPCC (Programa de Estudo, Pesquisa e Criação Coreográfica) do Forum Dança. Apaixona-se por um britânico e aprende a falar inglês. A partir do encontro com Patrícia Portela, Romain passa a assumir a expressão oral e as línguas como lugar de pesquisa e cria a peça “Elisabeth”, performance em francês, português e inglês.
Em 2016, com o objetivo de mergulhar numa língua desconhecida, passa um tempo no Japão e recolhe uma coleção de sons com a qual cria a peça “Légende”, uma conferência que trata da pesquisa ficcional sobre a língua dos pássaros. “Légende” é apresentada no “Be Festival 2017”, em Birmingham, e participa na difusão “Best of Be Festival” no Reino Unido e em Espanha, entre 2018 e 2019.
Romain escreve também performances em duo. “A vertigem”, com Lucie Lintanf e “Previsão do Tempo”, com Daniel Pizamiglio.

 

Agradecimentos

Linha de Fuga 2020, as suas participantes e organizadoras.

 

Créditos Imagem Le Vertige

Cartografias #3 

30 Anos Forum Dança

Nuno Lucas | Piece of Cake No.1 | Forum Dança - Cartografias #3 - 30 Anos Forum Dança 2020

Piece of Cake No.1

Nuno Lucas

Título Piece of Cake No.1 | Duração 30 min | Maiores de 18

Espaço da Penha | 16 e 17 de Outubro | 20h00

Sinopse

Inspirado na Theater Piece No. 1 (1952) do John Cage que é considerado por alguns como o primeiro Happening, Nuno Lucas embarca no seu primeiro Happening Gastronómico. Enquanto faz um uma deliciosa receita do chef francês Luc Debove, para comemorar os 30 anos do Forum Dança, aproveita esse tempo para falar de reencontros, revisitar danças, projectar ideias para o futuro, ler frases feitas, o poder da amizade, a astrologia, o amor, estratégias colaborativas e técnicas para vivermos melhor com a solidão. Nuno Lucas envolve-se numa joint task force de urgência intemporal.

 

Ficha Técnica

Pessoa em cena e chef pasteleiro Nuno Lucas
Amigo da pessoa em cena, compositor e ajudante Aurélien Vieira Lino

 

Biografias

Nuno Lucas nasceu em Portugal, 1980. Actualmente vive entre Paris, Lisboa e Seoul. Trabalha como coreógrafo, performer e professor. Começou a revelar aptidão para a comédia aos cinco anos. Estudou no conservatório de música (guitarra e voz). Estreou-se como intérprete com o coreógrafo Miguel Pereira no Teatro Nacional D. Maria II em 2001. Em 2003 é convidado por João Fiadeiro para conceber os seus primeiros esboços coreográficos no LAB10. Licencia-se em Economia na Universidade Nova de Lisboa em 2004. A solo criou “I Could Write a Song” (2015 – Théâtre de Vanves, França). Em colaboração criou com: Hermann Heisig “Pongo Land” (2008 – Théâtre L’usine, Suiça) e “What comes up, must go up” (2009 – Festival Tanz im August, Alemanha); com Márcia Lança “Trompe le Monde” (2010 – Culturgest) e “Por esse Mundo Fora” (2016 – Teatro Maria Matos); com Pieter Ampe, Gui Garrido & Hermann Heisig “a coming community” (2012 – Kunstenfestivaldesarts). Apresentou o seu trabalho em Portugal, França, Alemanha, Bélgica, Holanda, Suíça, Estónia, Suécia, Noruega, Finlândia, Roménia, Espanha, República Checa, Argentina e na Coreia do Sul. Como intérprete trabalhou entre outros com: Miguel Pereira, Joris Lacoste, Rita Nunes, Ivana Müller, João Fiadeiro e Mala Voadora. Na sua formação foram determinantes os cursos de Pesquisa e Criação Coreográfica no Forum Dança e exerce no CCN.Montpellier, sob a direcção de Mathilde Monnier e Xavier le Roy, onde foi bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian. Lecciona regularmente composição/performance em vários países, para adultos assim como para crianças.

 

Aurélien Vieira Lino formou-se como pianista, licenciando-se em Piano Jazz na ESMAE em 2005. Simultaneamente, estudou composição e aprofundou conhecimentos com as novas tecnologias ligadas à música. Depois de 1 ano de estudo em Paris, trabalhou como docente e director do Conservatório de Caldas da Rainha. Continuou, no entanto, a trabalhar como músico e compositor na área da música erudita, jazz, rock/pop e electrónica. Conclui o curso de Especialista em Orquestração para Filme e Televisão da Berklee College of Music de Boston e dedica-se actualmente a compor para publicidade, documentários, filmes e animação. Em 2019 cria o curso de pós-graduação “Música para Filmes e Videojogos” da Universidade Lusíada de Lisboa. Integra o estúdio Timbuktu em Lisboa como produtor, compositor e arranjador.

 

Agradecimentos

A todos aqueles que já não estão por cá

 

Créditos Imagem Nuno Lucas

Cartografias #3 

30 Anos Forum Dança

Bruna Carvalho | Taranta | Forum Dança - Cartografias #3 - 30 Anos Forum Dança 2020

Taranta (1.º andamento)

Bruna Carvalho

Título Taranta (1.º andamento) | Duração 15 min | Maiores de 6

Espaço da Penha | 16 e 17 de Outubro | 19h00

Exposição e Performance

Sinopse

Taranta é uma performance – exposição que surge a partir de textos que escrevo desde 1993 e que resgato para a criação de movimento.
É uma composição onde exponho e represento o que escrevo enquanto manifestações de explosões internas, de momentos atrapalhados que não se chegam a resolver, relâmpagos de palavras que pedem para sair mesmo que de forma tosca.
Um trabalho que não se resolve aqui, que não é para resolver, ao qual nem sequer gosto de chamar trabalho, mas de Taranta.

 

Ficha Técnica

Criação, Interpretação e Textos Bruna Carvalho
Desenho de Luz e Direcção Técnica Zeca Iglésias
Música Bruna Carvalho
Montagem Bruna Carvalho, Zeca Iglésias
Produção Bruna Carvalho, Ana Lage
Apoios Livraria Ler Devagar, Forum Dança
Vídeo Fernando Figueiredo

 

Biografia

Bruna Carvalho, criadora e intérprete multidisciplinar sediada em Lisboa.

 

Créditos Imagem Bruna Carvalho

Cartografias #3 

30 Anos Forum Dança

Forum Dança - Cartografias #3 - 30 Anos Forum Dança 2020

Cartografias #3

Ciclo de Apresentações

30 Anos Forum Dança 2020
16/17 Outubro – 1.º fim de semana
6/7 Novembro – 2.º fim de semana
4/5 Dezembro – 3.º fim de semana – Adiado para o 1.º trimestre de 2021

A programação da terceira edição do Cartografias já está fechada.
Este ano o ciclo de mostras é dedicado à celebração dos 30 anos do Forum Dança.
Serão três fins de semana, em três meses, até ao final do ano, para fecharmos este ciclo comemorativo.

Pensar o Cartografias#3 num ano em que o Forum Dança comemora o seu 30.º aniversário, e em que a humanidade tem convivido sob os efeitos de uma pandemia, força-nos a voltar ao valor fundacional desta associação cultural enquanto Lugar de encontro entre pessoas que fazem renascer a arte em cada dia. Um lugar erigido como construção afectiva pelos seus múltiplos habitantes e visitantes, pleno de modulações e que fomenta relações de descoberta artística, de inclusão, de valorização de um território onde se assiste democraticamente ao desdobramento do acto de criar ou de aprender através de linguagens e filosofias distintas. Passamos a viver com a carga de um lugar sentindo, talvez, o seu genius loci na medida do tempo que se atravessa.
Enquanto reflexo possível de tais modulações o programa de Cartografias#3 pretende ser um pretexto para encontros humanos com a sua produção de presença, ainda assim e apesar das actuais circunstâncias. Esta edição estará repartida em três fins-de-semana a decorrer em Outubro, Novembro e Dezembro. Quatro criadores que intersectam a história do Forum Dança, organizada em torno da formação especializada em dança e na pesquisa coreográfica, estarão representados: a dupla Ana Borralho & João Galante, Sónia Baptista, Vânia Rovisco e Nuno Lucas. Foi-lhes proposto pensar em liberdade o Espaço da Penha como cenário e parceiro de um evento possível tendo-se congregado, no final, propostas entre o happening gastronómico e a instalação com activação corporal e que recorrem à palavra dita, à confecção em directo de uma receita da autoria de um chef francês, ou à partilha com o público de confissões e condições de vida.
Incluímos, ainda, artistas com passagem mais recente pelo Forum Dança: Bruna Carvalho com “Taranta (1.º Andamento)” e Romain Beltrão Teule com “Processo de Dobra”, em criações que gravitam entre o corpo, o som e o sentido; Francisca Pinto com a proposta “Querer para ver” desenvolvida a partir de um jogo infantil; e Gabriela Cordovez e Daniel Paiva de Miranda com “Coisa não nascida” que remete para a exploração do espaço físico como gradiente vital e potencial de onde emerge o toque e o nosso olhar para o mundo.
Entre linguagens e utensílios diversos que se acercam do jogo, do espanto ou de uma sensação de aconchego próxima do maternal, esperamos que estes pensamentos em acção se encontrem com o público, facilitando a fruição, o debate e a partilha.

 

Ezequiel Santos, curador do ciclo de mostras Cartografias #3

Programa

16/17 Outubro – 1.º fim de semana

 

Sexta-feira 6 de Novembro – 2.º fim de semana

Sábado 7 de Novembro – 2.º fim de semana – Todas as sessões esgotadas!

 

4̶/̶5̶ ̶D̶e̶z̶e̶m̶b̶r̶o̶ ̶–̶ ̶3̶.̶º̶ ̶f̶i̶m̶ ̶d̶e̶ ̶s̶e̶m̶a̶n̶a̶
Adiado para o 1.º trimestre de 2021
(novas datas e horários ainda a definir)

  • Ana Borralho e João Galante | As meninas de Louise Michel
  • Sónia Baptista
  • Vânia Rovisco | Sem Título (####)

 

Mais detalhes em breve!

Informações e Reservas

  • Devido à situação actual e seguindo as directivas da DGS, a lotação para estas apresentações é reduzida e limitada a 1/3 da capacidade habitual dos nossos espaços;
  • Pode reservar isoladamente para cada apresentação, ou reservar o programa inteiro em cada dia;
  • Bilheteira: ENTRADA GRATUITA – sujeita à lotação do espaço. Pré-reserva obrigatória;
  • O pedido de reserva é feito para o email forumdanca@forumdanca.pt;
  • Terá de indicar nesse email quais os dias e espectáculos que pretende assistir;
  • Faça a sua reserva até 72 horas antes do início de cada apresentação;
  • A reserva poderá considerar duas pessoas unicamente no caso em que sejam coabitantes;
  • No dia das apresentações deverão trazer a sua própria máscara e/ou viseira;
  • Deverão cumprir com as normas do distanciamento social, assim como a etiqueta respiratória;
  • Agradecemos que compareça porque, dada a lotação reduzida dos espaços, ao não comparecer estará a tirar o lugar a outra pessoa que gostaria de estar igualmente presente.

Agradecemos a compreensão!

Ciclo de mostras Cartografias #3

Sobre o Cartografias

Um projecto que visa construir e apresentar mapas de possibilidade para a dança contemporânea. O movimento será o núcleo, em articulação com outros elementos do espectáculo, e o pretexto para articular um programa que envolve apresentações formais e informais, encontros coreográficos, debates e outras iniciativas paralelas em articulação com os públicos. Está desenhado em função de três dimensões:

  • Visibilidade: Propostas de coreógrafos consagrados e inovadores não apresentados em Portugal.
  • Experimentação: Propostas de coreógrafos com coerência artística e maturidade associada ao ensejo de pesquisar através do movimento.
  • Emergências: Propostas de coreógrafos emergentes que estão em aprendizagem ou em processo.

Cartaz

Forum Dança - Cartografias #3 - 30 Anos Forum Dança 2020
Forum Dança - Cartografias #2 - O corpo como fronteira de resistência

Cartografias #2

Ciclo de Apresentações

O corpo como fronteira de resistência
3 a 19 Outubro – Forum Dança, Espaço da Penha
5 Outubro – Black Box do CCB – Centro Cultural de Belém

“Cartografias #2 decorre entre 3 e 19 de Outubro, integrando artistas de três continentes entre espetáculos, workshops e momentos sociais de encontro com o público. “O corpo como fronteira de resistência” define a sua linha programática; uma dança que produz metáforas de resistência, criando dispositivos situados entre o político e o estético.
Joana Von Mayer Trindade e Hugo Calhim Cristovão, artistas baseados na cidade do Porto, apresentam “Dos Suicidados – O Vicio de Humilhar a Imortalidade”. Partindo da obra de Raúl Leal constrói-se uma peça de rara fisicalidade e que confronta o espectador com um olhar sobre a relação do corpo com a vertigem psicológica e o desejo de aniquilação.
Em colaboração com o coreógrafo português Nuno Lucas, apresentamos dois artistas sul-coreanos: Jin Young Park, numa mostra informal da sua residência em Lisboa, e Ha Young Bu, consagrado mestre que orientará um laboratório de pesquisa coreográfica inspirado na dança tradicional coreana. O laboratório é aberto à comunidade e consiste num trabalho de grande impacto técnico e inspirador para os dispositivos da dança e teatro da contemporaneidade, já que a dimensão da corporalidade é desenvolvida enquanto resistência a estereótipos sociais.
Enquanto artistas emergentes e participantes de cursos de formação do Forum Dança, Clarissa Rêgo, Bruno Brandolino, Bibi Dória, Marta Ramos e Blanche Denarnaud, apresentarão, ainda, solos que reflectem dramaturgias e ficções sobre as condições da modernidade tardia: estes criadores movem-se entre a nudez física e as representações do grotesco, apoiando-se na crueza de meios cénicos e nas emanações conscientes, culturais e vivenciais de si mesmos.” – Ezequiel Santos

Programa

DIA

HORAS

ACTIVIDADE LOCAL

3

19H00

BLOOM + info
de Clarissa Rêgo (BR)
Forum Dança

20H30

EL UNIVERSO NO SE ASEMEJA A NADA + info
de Bruno Brandolino (UY) \ Performance falada em Inglês
Forum Dança

4

19H00

BLOOM + info
de Clarissa Rêgo (BR)
Forum Dança

20H30

EL UNIVERSO NO SE ASEMEJA A NADA + info
de Bruno Brandolino (UY) \ Performance falada em Inglês
Forum Dança

5

21H00

DOS SUICIDADOS – O VÍCIO DE HUMILHAR
A IMORTALIDADE
+ info
de Hugo Calhim Cristovão & Joana von Mayer Trindade (PT) \ Performance falada em Português
CCB
Black Box

7 a 10

11H00 às 14H00

WORKSHOP DANÇA TRADICIONAL COREANA + info
com Ha Yong Bu (KR)
Forum Dança

11

19H00

UM CORPO QUE SE ESCONDE TAMBÉM EXISTE + info
de Marta Ramos (PT) \ Performance falada em Português
Forum Dança

20H30

É PURO GLACÊ + info
de Bibi Dória (BR) \ Performance falada em Português
Forum Dança

12

16H00

APRESENTAÇÃO INFORMAL
WORKSHOP
+ info
com Ha Yong Bu (KR)
Forum Dança

16h30

(AND) ABOUT TIME (TOO) + info
com Jin Young Park (KR)
Forum Dança

19H00

UM CORPO QUE SE ESCONDE TAMBÉM EXISTE + info
de Marta Ramos (PT) \ Performance falada em Português
Forum Dança

20H30

É PURO GLACÊ + info
de Bibi Dória (BR) \ Performance falada em Português
Forum Dança

18

19H00

HARRIRA + info
de Blanche Denarnaud (FR) \ Performance falada em Inglês
Forum Dança

19

19H00

HARRIRA + info
de Blanche Denarnaud (FR) \ Performance falada em Inglês
Forum Dança

Informações e Reservas

Bilhetes à venda nos locais, 30 minutos antes de cada apresentação. Não se aceitam reservas. Lotação limitada.

Preços

  • 3 € cada apresentação
  • 5 € duas apresentações no mesmo dia
  • 7 € apresentação no CCB\Black Box

Workshop

Inscrições até dia 4 de Outubro para o email forumdanca@forumdanca.pt
Número máx. participantes: 20
Destinatários: Profissionais, estudantes e pessoas com experiência prévia em movimento e/ou teatro.
Taxa de participação: 90 €
Desconto: 15% para profissionais, alunos e ex-alunos de cursos do Forum Dança.

Ciclo de mostras Cartografias #2

Sobre o Cartografias

Um projecto que visa construir e apresentar mapas de possibilidade para a dança contemporânea. O movimento será o núcleo, em articulação com outros elementos do espectáculo, e o pretexto para articular um programa que envolve apresentações formais e informais, encontros coreográficos, debates e outras iniciativas paralelas em articulação com os públicos. Está desenhado em função de três dimensões:

  • Visibilidade: Propostas de coreógrafos consagrados e inovadores não apresentados em Portugal.
  • Experimentação: Propostas de coreógrafos com coerência artística e maturidade associada ao ensejo de pesquisar através do movimento.
  • Emergências: Propostas de coreógrafos emergentes que estão em aprendizagem ou em processo.

Cartaz

Forum Dança - Cartografias #2 - O corpo como fronteira de resistência
Forum Dança - Cartografias #1

Cartografias #1

Ciclo de Apresentações

Mostra de Arte e Performance
29 Setembro a 6 Outubro

“Conseguirá a dança mudar o mundo? Que poder de transformação tem o movimento na vida do espectador? Estas são questões que atraem os criadores presentes na edição de Cartografias#1 e os dispositivos por si traçados confirmam o Cartografias na raiz da construção e apresentação de mapas de possibilidade para a dança contemporânea.
Continuando o seu percurso entre os eixos artísticos da visibilidade, da experimentação e da emergência, Cartografias#1 apresenta dança errante e atenta ao mundo e que reage a outras ecologias para além do palco. No modo actual e globalizado de ser, no qual o tempo dos processos humanos é tendencialmente substituído por relações virtuais, o conjunto de cidadãos-artistas programado opta por transformar o espaço comum em lugares de relação autêntica.
Os trabalhos escolhidos realçam o valor da arte da dança na actualidade, partilhando uma visão socio-política que se faz real através da responsabilidade pessoal e da capacidade de intervir criando espaços de acção com o outro humano: espectador, habitante, visitante na cidade.
Acompanharemos um grupo de artistas-investigadores do CEM, através da sua prática de “estarcom”, numa frutaria da freguesia da Penha de França, por entre fregueses e caminhantes. O coreógrafo romeno Cosmin Manolescu mover-se-á com os seus intérpretes e o público por entre o Espaço da Penha e as ruas da cidade produzindo uma performance de grande activação emocional, através de uma peça intimista para três espectadores e, ainda, com a peça de grupo Journey into myself que catalisa grande cumplicidade com os espectadores participantes.
As obras de índole emergente deste programa evocarão outras geografias de contacto: entre o natural e o cultural, como Kandyê Medina e a sua experiência na Amazónia ou através do som e do texto com Vertigem, de Romain Teule & Lucie Lintanf ; a performer grega Anthi Kougia e a portuguesa Mafalda Jacinto expõem uma versão poética da dúvida com Mosquito, e Bruna Carvalho recorda-nos, com a original proposta “E.le.men.to”, a possibilidade permanente de sentirmos e vivificarmos o espírito de um lugar.” – Ezequiel Santos

Programa

29.09 – 06.10.18
Dance Heartbeats – a personal process of understanding movement, Alina Usurelu [RO]
Exposição

 

29.09.18
19h | eu e minha brancura nesses recentíssimos brasis, Kandyê Medina [BR]
Performance-conferência 

20h30 | Vertigem Vertigo, Lucie Lintanf & Romain Teule [FR & BR]
Performance

 

30.09.18
15-18h | Wandering Lisboa— Workshop (3 dias), Cosmin Manolescu [RO]
19h | Mosquito, Anthi Kougia & Mafalda Miranda Jacinto [GR & PT]
Performance

 

01.10.18
11-13h | Desfrutaria, colectivo c.e.m [PT]
Performance-Instalação | Participação livre: Rua da Penha de França, no. 67
18-21h | Wandering Lisboa— Workshop (3 dias), Cosmin Manolescu [RO]

 

02.10.18
11-13h | Desfrutaria, colectivo c.e.m [PT]
Performance-Instalação | Participação livre: Rua da Penha de França, no. 67
18-21h | Wandering Lisboa— Workshop (3 dias/days), Cosmin Manolescu [RO]

 

03.10.18
11-13h | Desfrutaria, colectivo c.e.m [PT]
Performance-Instalação | Participação livre: Rua da Penha de França, no. 67

 

04.10.18
11-13h | Desfrutaria, colectivo c.e.m [PT]
Performance-Instalação | Participação livre: Rua da Penha de França, no. 67

19h | DanceWanderer #3, Cosmin Manolescu [RO]
Com/with: Idris Clate, Cosmin Manolescu, Judith State
Performance urbana | Freguesia da Penha de França 

 

05.10.18
19h | Journey Towards Myself, Cosmin Manolescu [RO]
Com/with: Idris Clate, Cosmin Manolescu, Judith State
Performance

 

06.10.18
19h | E.le.men.to, Bruna Carvalho [PT]
Performance

Festa de Encerramento Cartografias #1
Dj Set com João Abreu | Local: Lisboa-Penha de França

Informações e Reservas

Workshop Wandering Lisboa:
Email com nome completo e contacto telefónico para forumdanca@forumdanca.pt

 

Workshop-Performance dancewanderer#3 :
Preencher o formulário disponível aqui 

 

(Des) frutaria
Entrada livre
Bilhetes disponíveis para venda apenas na bilheteira do Forum Dança no dia e hora de início do espectáculo- 3 Euros.
Reservas: forumdanca@forumdanca.pt.

Ciclo de mostras Cartografias #1

Sobre o Cartografias

Um projecto que visa construir e apresentar mapas de possibilidade para a dança contemporânea. O movimento será o núcleo, em articulação com outros elementos do espectáculo, e o pretexto para articular um programa que envolve apresentações formais e informais, encontros coreográficos, debates e outras iniciativas paralelas em articulação com os públicos. Está desenhado em função de três dimensões:

  • Visibilidade: Propostas de coreógrafos consagrados e inovadores não apresentados em Portugal.
  • Experimentação: Propostas de coreógrafos com coerência artística e maturidade associada ao ensejo de pesquisar através do movimento.
  • Emergências: Propostas de coreógrafos emergentes que estão em aprendizagem ou em processo.

Cartaz

Forum Dança - Cartografias #1
Loading new posts...
No more posts